Menu

sbado, 26 de setembro de 2020

Numtamu Enem aí, mas torcemos pela volta de Emmanueldo Kant

Feicibuquiando, vamos àquela pergunta idiota que eles põem lá: nuquiqui ocê tá pensando?

Ora, ora, pelo que se vê tem gente pracas quinum pensa coisa nenhuma.

Melhor, só pensa com a cabeça do dedo que chucha no mausi lá no “curtir”.

Ijatá de bom tamanho. Precisa mais que isso daí nunsinhora. Mas, como de fato numtamu Enem aí pra pola nenhuma – quinemqui diz o japonesim da feira – vamuquivamu pruquê tamuquitamu.

Lembro-me de um exelente parceiro nosso, desde os idos em que eu escrevia uma coluna diária no seculo diário, o professor e filósofo Emmanueldo Kant, que sumiu há um tempim.

Há uns meses, ele mandou um imeil “ameaçando” voltar pra quebrar tudo, mas a ameaça ficou só naquele imeil.
Pena, pois Emmanueldo Kant é um personagem importante na nossa carreira infernética.

Ele participou ativamente no lindo Blogui Don Oleari, depois do saiti que sucedeu ao BDO e, em seguinda, do Portal DOPC, com 4uatro saitis. De qualquer maneira, ele está aí na primeirona, ali no elenco das Colunas.

Gostaria muntchio de ter o Kant de volta porque ele, além de ser chegado às coisas da vã filosofia, é um também chegado ao iscrachumor, tão do nosso gosto, pois é uma forma de se guerrear e pelejar contra as imundícies nossas de cada dia.

Iscrachumor, a propósito, falsa modéstia à parte, é uma criação do digitador desta linha aqui.
Mas eu e o parceiro Rubens Pontes temos esperanças de que Emmanueldo Kant reapareça das bebelança e cumilança do Buteko do Kiko, instalado na planície hispânica da velha Vila Velha/ES – Jardim Guadalajara, Jardim Asteca, Niu Mecsicôôô, já quase às margens do Rio Jucu, que desemboca na Barra do Jucu, ali na Ponte da Madalena.

Vamos mandar fazer um despacho na esquina pra trazer Emmanueldo Kant de volta.
Oswaldo Oleari

Comentários