Menu

domingo, 27 de setembro de 2020

Ivan Junqueira: O aeroplano – Poesia + Poesia

Quando eu fiz cinco anos,
Meu pai deu-me de presente um aeroplano
Que ele próprio construíra
Com finas hastes de bambu e papel de seda.
Tão leve quanto uma libélula,
O frágil engenho voou até desaparecer
Por detrás do muro do quintal
E dos últimos reflexos de um poente de verão.
Ninguém mais o encontrou.
Eu ia na cabine. Eu e minha infância,
Que nunca mais voltou.

Ivan Junqueira (1934-2014) foi poeta carioca, crítico literário, jornalista e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Comentários