Menu

tera, 21 de novembro de 2017

Poesia todo dia – Antonio Celso Rodrigues: A vida da gente num samba de breque

a vida da gente num samba de breque

De repente a melodia lhe falta,
E passa a dizer, a seco,
O que não cabe na métrica,
O que os compassos não captam,
O que a rotina não sonha.
De repente a musica lhe volta,
E esquece o que disse,

E se deixa levar por ritmos.
E se enche de encantos,
E vive um grade amor.
E, de repente, não mais que de repente
Aparecem os repentes, 
E tudo vira uma coisa só


Antonio Celso Rodrigues é professor, poeta, pensador, pesquisador e butecólogo militante (O.Oleari).

Comentários