Menu

domingo, 27 de setembro de 2020

As Certinhas do Oleari + Poesia – Carlos Drummond de Andrade, No meio do caminho – Seleção de Walder Rocha

 

A partir d”As Certinhas do Oleari”, sessão sugerida pelo meu manuvéi Penna Filho na época ainda do Blogui Don Oleari, Walder Rocha ampliou-a para As Certinhas do Oleari + Poesia. 

Apreciador e grande conhecedor, Walder fez uma extensa seleção de poesias entre maio e junho de 2009 e, mais tarde, em março de 2011, às quais sempre acrescentou também as fotos sugeridas, como a exibida acima. O famoso poema de Drummond ele sugeriu em 4 de junho de 2009 (Oswaldo Oleari). 

No meio do caminho

Carlos Drummond de Andrade

 

No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

no meio do caminho tinha uma pedra.

tinha uma pedra

Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas.


Nunca me esquecerei que no meio do caminho


tinha uma pedra


Tinha uma pedra no meio do caminho


no meio do caminho tinha uma pedra.

Para marcar os 40 anos do poema “No meio do caminho”, Carlos Drummond de Andrade publicou, em 1967, o livro Uma pedra no meio do caminho – Biografia de um poema, no qual reuniu uma ampla seleção com o que foi dito sobre os famosos versos.




O Instituto Moreira Salles lançou em 2010 uma nova edição do livro concebido pelo próprio Drummond, ampliada pelo também poeta Eucanaã Ferraz. Por ocasião do lançamento, o IMS produziu um vídeo com a leitura de “No meio do caminho” em vários idiomas.

Leituras por:

Eucanaã Ferraz (português)
Matthew Shirts (inglês)
Yael Steiner (hebráico) 
Heloisa Jahn (dinamarquês)
Jean-Claude Bernardet (francês) 
Pieter Tjabbes (holandês)
Davi Arrigucci Jr. (italiano) 
Paulo Schiller e Mariana Schiller (húngaro) 
Jana Binder (alemão)
Sidney Calheiros (latim) 
Laura Hosiasson (espanhol)
Carlos Papa (tupi)

Comentários