Menu

sbado, 18 de novembro de 2017

As Certinhas do Oleari + Poesia: Fernando Pessoa – Seleção de Rubens Pontes

Repeteco de 19 de abril de 2014



Diz o também poeta Rubens Pontes: – “O poema me faz evocar o pensamento de um mestre Zen”:

– “Levei toda a minha vida para ser o que sou hoje. Terá valido a pena?

Entre o sono e o sonho

Fernando Pessoa

Entre mim e o que em mim
É o quem eu me suponho
Corre um rio sem fim.

Passou por outras margens,

Diversas mais além,
Naquelas várias viagens
Que todo o rio tem.

Chegou onde hoje habito
A casa que hoje sou.
Passa, se eu me medito;
Se desperto, já passou.

E quem me sinto e morre
No que me liga a mim
Dorme onde o rio corre –
Esse rio sem fim.

A foto da Certinha aí chupando a frutinha, é uma homenagem ao mineiro Rubens Pontes, cuja fruta favorita é a jaboticaba. Entroutras.


Rubens Pontes
é jornalista e 
mais algumas
coisas, além de 
mineirixaba



Pitaco do Oleari

Respondo à pergunta do Mestre Zen mencionada por Mestre Rubens: quanto ao ente Rubens Pontes, sem dúvida alguma terá valido a pena. Pra nosotros, os privilegiados que privamos de sua amizade, sabedoria e proximidade, entonces, só devemos festejar. Não só terá valido como continua valendo a pena. Inois aqui da tchiurma do Portal DOPC / Rádio CBM, que sobreviveu até aqui graças ao seu incentivo – “desista de desistir”, sempre me disse ele – agradecemos aos deuses e deusas por estes 35 anos de saudável e rica convivência (OOleari).


Comentários