Menu

quarta, 13 de dezembro de 2017

Gilson Surrage faz a paella ao vivo no Toro Blanco neste sábado, 21 – Diagonal

Diagonal, 
coluna do Oleari

Chef Gilson Surrage com o “chefão” do Toro Blanco, 
Felippe Abreu Coelho, e a paella pronta para servir

(Fotos: Bruno Lira)


(Por Letícia Passos) – O restaurante Toro Blanco, inaugurado há pouco mais de um mês no bairro Santa Lúcia, em Vitória/ES, lança no próximo sábado (21) seu almoço com a paella espanhola. 

De 15 em 15 dias, sempre aos sábados, a partir das 12 horas, um chef convidado vai preparar a paella ao vivo, aos olhos do público, na tradicional panela de um metro de diâmetro, que atende até 80 pessoas por vez. 

– “Todo sábado receberemos os frutos do mar que compõem a nossa paella valenciana, todos selecionados e vivos, garantindo a excelência do frescor, qualidade e sabor. A ideia é promover um almoço diferente e animado, num ambiente agradável, com boa carta de vinho e drinques especiais, além de uma experiência gastronômica inesquecível”, ressaltou Felippe Abreu Coelho, proprietário do Toro Blanco. 

Uma entrada

Além do prato principal, que é a paella espanhola, todos os sábados terá uma entrada surpresa preparada pelo chef da casa, Sylfarney Romano. Dentre elas, lagosta gratinada, camarões e tapas. 

O valor da paella é R$59,00 (prato individual) e a entrada do chef está incluída.

Um pouco de história
A Paella original é a espanhola, mais
precisamente a valenciana. 

Originalmente, a receita era feita por trabalhadores do campo, que misturavam diversos ingredientes no arroz, e comiam diretamente da panela. 

A Paella tornou-se mundialmente conhecida, tendo se popularizado na Europa Ocidental, na América do Norte e na América Latina, e foi sendo adaptada de acordo com a cultura de cada país, ganhando inúmeras variações.


“paellera”

Seguindo a tradição espanhola, a Paella é preparada numa panela que recebeu o nome de “paellera”. 

Normalmente, estas panelas são largas, com um fundo raso, e, na maioria das vezes, de aço e com alças nas laterais. 

Como ela concentra o calor por igual, é ideal para a preparação de uma boa paella, garantindo o cozimento uniforme de todo os ingredientes.

Serviço:
Toro Blanco – Av. Rio Branco, nº 403, Santa Lucia, Vitória/ES. 
Horário de funcionamento: segunda e terça, das 11 às 15h; quarta, quinta e sexta, das 11 às 15h, e das 18 à meia noite; e sábado e domingo, das 12 às 16h, e das 18 à meia noite. Contato: (27)3376-6744.

Pitaco do Oleari
Confesso que ando meio arredio a reuniões onde, tenho certeza, estarão muitas “celebridades” do jornalismo, do colunismo e do “jet set” da velha Capitania do ES. 

Mas, resolvi aceitar o convite das prezadas Letícia Passos e da Rose, a poderosa chefona da competente Rose Frizzera Comunicação. Não antes de perguntar se podia me acompanhar a parceira, também jornalista, pois sou meiqui bicho do mato e não sei ir a certos lugares sozinho.

O restaurante Toro Blanco pranois dois foi uma bela surpresa. Uma casa dum visual extremamente agradável, bem montada e com muito bom gosto. E óia, gentem, quidi buteco a gente tem uma tanto de quilometragem. 

E lhes digo umas trinta coisas: mesmo tropeçando em “celebridades” que não cumprimentam os convivas de uma mesma mesa e de alguns poucos “nariz empinados” profissionais, foi bótimo conhecer o Toro Blanco. 

Anotamos que fora o lançamento da paella para convidados especiais, a sala principal estava cheia na hora do almoço. Bom sinal. O Toro Blanco tem outro ingrediente notável: um atendimento simpático, dusbão. 
Já programamos voltar lá, inclusive para uma reunião com um pequeno grupo de dez ou doze pessoas.

Torcemos pelo sucesso do Toro Blanco. Detalhe importante: os preços do almoço executivo – e de outros pratos – são compatíveis com estes tempos bicudos (Oswaldo Oleari).

[email protected]

Comentários