Menu

tera, 11 de dezembro de 2018

Lanchinhos saudáveis são ótimas práticas entre as refeições, sugere a nutricionistra Bianca Cangini


São lanches que saciam  e,ao mesmo tempo, são leves e saudáveis

Quando bem pensados e combinados, os lanchinhos entre as refeições principais, também chamados de “snacks”, podem colaborar no controle da vontade de comer e, até mesmo, a manter o peso.

Eliminar esses lanchinhos achando que desta forma irá emagrecer, pode não ser uma estratégia inteligente, conforme explica a nutricionista Bianca Cangini.

–  “O ideal é não ficar muito tempo sem comer, pois o corpo pode começar a usar o músculo como fonte de energia. Por isso a importância de comer de três em três horas para não catabolizar, ou seja, gastar mais energia do que consumimos e o corpo procurar esta força nos músculos”, ressaltou.

No entanto, para não comprometer a dieta e, ao mesmo tempo, consumir um lanchinho nutritivo, uma boa dica é apostar nos snacks saudáveis.

–  “O lanche é considerável saudável quando possui quantidades significativas de fibras, vitaminas e minerais, contribuindo, inclusive, para evitar o aparecimento de doenças. Devemos passar longe dos produtos com adição de açúcar, sódio e gorduras, como os embutidos e industrializados”, enfatizou a nutricionista.

Como os snacks são consumidos geralmente durante o trabalho ou atividades, o ideal é que eles tragam saciedade e sejam, ao mesmo tempo, leves, evitando o desconforto neste período. 

– “As frutas secas, as frutas in natura, oleaginosas, iogurtes, frutas de baixo índice glicêmico e as combinações de, por exemplo, legumes como pepino e cenoura com molho à base de iogurte ou alho, são boas pedidas”, destacou Bianca Cangini.

Ainda de acordo com a nutricionista, para os adeptos da academia e dos treinos, é indicado o consumo de alimentos que promovam mais energia e tenham mais nutrientes.

– “Ter a orientação de um especialista para avaliar as necessidades individuais é muito importante”, reforçou.


Confira abaixo alguns “snacks” saudáveis:

– Oleaginosas: nozes, amêndoas, castanha de caju e avelã. Apesar de manterem o nível do colesterol bom, são calóricas. Por isso, devem ser consumidas em dias alternados e em pequenas quantidades.

– Frutas in natura, como maçã, pera e banana, e frutas secas, como o damasco e a banana. Elas são excelentes fontes de carboidrato, vitaminas e fibras e podem ser consumidas diariamente.

– Sementes: abóbora, girassol, linhaça e quinoa. Promovem saciedade e dão energia. Podem ser consumidas diariamente, de preferência antes dos treinos.

Com Letícia Passos

Comentários