Menu

sbado, 18 de novembro de 2017

Os benefícios das flores para a alimentação



Em alta nas receitas durante a primavera, além da beleza, as flores comestíveis podem trazer vantagens à saúde

O aproveitamento das flores, sempre associadas à beleza e à natureza, pode ir além de enfeitar a mesa do jantar ou de dar um charme ao jardim. Elas também podem servir como alimento. Em alta na primavera, as flores comestíveis podem ser opções nutritivas e atrativas nos pratos dos restaurantes ou em receitas preparadas em casa.


“Algumas delas, como a dente de leão e a calêndula, além de terem um sabor agradável, são importantes fontes de nutrientes, podendo dar origem a um chá ou a um prato diferente. Muitas flores comestíveis são ricas em fibras e vitaminas, que são antioxidantes que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce e algumas doenças. Além disso, elas são ótimas opções para quem está de dieta, pois são pouco calóricas”, ressaltou a nutricionista Bianca Cangini.

A nutricionista alerta para a escolha das flores comestíveis na hora da compra. “O ideal é que elas sejam de produtores que não utilizem agrotóxicos, pois, desta forma, elas podem ser aproveitadas também na culinária”, orientou Bianca. Antes de introduzir as flores na culinária, é indicado a consulta com um nutricionista para alertar sobre possíveis alergias causadas por elas.

Os benefícios das flores:


Flor de abóbora
Pouco calórica, pode ser utilizada em diferentes pratos, como sopas ou guisados, e é muito utilizada em pratos da gastronomia mexicana. Há quem inclusive a utilize como acompanhamento em macarronadas. É uma importante fonte de cálcio.

Flor de rúcula
Da mesma família da couve flor e do brócolis, ela é usada especialmente para condimentar alimentos. Muito aromáticas, também são usadas em saladas e sopas. Possui alto teor de ferro, podendo ajudar no combate à anemia.

Flor de jasmim
Podendo dar origem a um cheiroso perfume ou a um chá, a flor de jasmin tem o uso variado. O chá da flor tem propriedades calmantes, sendo uma boa opção para controlar sintomas de estresse, ansiedade e depressão, além de ser analgésico.

Dente de leão
De intensa cor amarela, possui betacarotenos, ferro e cálcio, além de ser um bom desintoxicante do fígado.

Calêndula
Usada tanto para uso medicinal quanto culinário, suas pétalas e pólen contêm triterpenoides, substâncias com ação anti-inflamatória e cicatrizante. É muito recomendada para auxiliar em tratamentos de acne e dermatite. A calêndula é antifúngica, calmante para irritações de pele, antibacteriana, ajuda a regular o ciclo menstrual e aliviar espasmos musculares, é anestésica e ajuda a desintoxicar o organismo. Suas folhas e o caule são ricos em luteinazeaxantina, importantes na prevenção da degeneração macular dos olhos.

Lavanda
Um calmante natural, ela também pode ser usada em diversas receitas, como chás, biscoitos, xaropes, bolos, cheesecakes, sorvetes, geleias e tortas.

Alcachofra
Dá uma inflorescência comestível, que deve ser consumida ainda em broto. Depois que vira uma flor aberta, suas pétalas endurecem e, por isso, não pode mais ser ingerida. Ela atua na desintoxicação hepática e reduz o colesterol total.

Hibisco
O seu chá tornou-se muito conhecido por ajudar no processo de emagrecimento, sendo um potento antioxidante natural. No intestino, ela impede parte da absorção de gordura dos alimentos, e também tem efeito diurético, o que ajuda a eliminar toxinas. O chá também pode auxiliar no combate a problemas respiratórios como bronquite, gripes, resfriados, gastrite e afecções da pele, sendo que as antocianinas presentes em suas propriedades afastam o risco de doenças cardiovasculares, pois reduzem a oxidação do colesterol ruim.

Capuchinha
Com sabor picante, semelhante ao agrião, ajuda no processo detox do organismo e na prevenção do câncer. Fontes de vitamina C e betacaroteno, são estimulantes do sistema imunológico, e se destacam por suas propriedades medicinais, como antisséptica, antibiótica natural e expectorante. Pode ser usada no preparo de saladas ou complemento de pratos tradicionais.

A nutricionista dá a dica de receita utilizando a flor de abóbora:

Ingredientes:
10 flores de abóbora
150g de queijo burrata (ou ricota)
3 tomates maduros
1 dente de alho
¼ pimenta de dedo de moça sem sementes bem cortadinha
Sal e azeite a gosto
Modo de fazer:
Lave bem as flores e seque-as. Faça um corte na flor no sentido do comprimento e comece a rechear, colocando um pouco do queijo e, por cima, um pouco da mistura do tomate com o azeite. Feche a flor delicadamente. Coloque as flores em um prato e sirva como entrada.

Com Letícia Passos

Comentários