Menu

quinta, 23 de novembro de 2017

“Carros são sublimes” – Salão do Automóvel de São Paulo 2016




André Lachini *



Caríssimos. Carros são sublimes. 
No dia 14 eu estive no 29 Salão Internacional do Automóvel de São Paulo e conferi os lançamentos da indústria para 2017 no Brasil e no exterior. 
O Salão do Automóvel de São Paulo é uma exposição para quem gosta realmente de carros. Se você não gosta, não leia este meu texto. 

Foto 1 – Expo São Paulo

Na edição de 2016 – a próxima só ocorrerá em 2018 – o local de exposições foi mudado pelos organizadores, a Anfavea, Associação Nacional das Indústrias de Veículos Automotores, do Anhembi para o Expo São Paulo, o antigo Centro de Exposições Imigrantes. 

Os pavilhões do antigo Imigrantes, na zona sul da capital paulista e perto do bairro do Jabaquara, foram reformados. Construíram três estacionamentos – um com capacidade para 4.500 carros – e isso melhorou bastante o local. Mas vamos falar de carros e também das moças que ficam nos estandes. Elas são muito bonitas e entendem de carros. 

Conversei com três e elas me souberam dizer exatamente os preços dos automóveis vendidos, características dos motores, transmissões, vantagens e desvantagens de cada modelo das marcas. 

Foto 2 – Estande da Chevrolet – Chevrolet Camaro 2017 azul Ocean

Tudo com muita simpatia e gentileza. Você se sente tentado a realmente entrar nos carros e instintivamente busca a chave no contato – ou no caso dos automóveis mais caros e importados, apertar o botão do Start e ligar o possante.


Foto 3 – Estande Chevrolet – Chevrolet Tracker 2017 branco

Isso não é possível para evitar que alguém mais empolgado acelere um Porsche 911 ou um Chevrolet Camaro 2017 pelos corredores. 

O estande da Chevrolet, logo na entrada, está muito bom.

Foto 4 – Estande Chevrolet – Chevrolet Tracker 2017 – traseira com lanternas de LED


Além do Camaro americano, que chega nas versões conversível e cupê, você encontra o modelo 2017 do SUV Tracker. Importado do México, o carro deve chegar ao Brasil ao preço de R$ 85 mil. 
O Tracker 2017 tem motor 1.4 turbo, com 140 cavalos de potência. Já o Camaro está naqueles sonhos de consumo inatingíveis. 
O carro tem motor V-8 de 6.2 litros. Pude admirar um cupê da cor grafite e um conversível da cor Blue Ocean. 


O cupê, mais barato, deve chegar ao Brasil com preço ao redor de R$ 250 mil.

Foto 5 – Estande Renault – Renault Duster 2017 conceito


O estande da Fiat, próximo, também traz carros interessantes: várias versões da picape média Toro. Não são exatamente uma novidade, mas o Toro realmente ficou bonito. 


Foto 6 – Estande da Jaguar – Jaguar Type V-8 2017

Aí observei maravilhas nos estandes da inglesa Jaguar, das alemãs Mercedes-Benz e BMW. Carros caríssimos que não são para o meu bico – o Jaguar V8 que eu vi custa R$ 800 mil. Tirei as fotos, bati um papo com as moças e fui para o estande da japonesa Subaru.

Foto 7 – Estande da Mercedes-Benz – Mercedes AMB 2017

Ali você encontra importados japoneses que já cabem nos nossos sonhos – como o SUV Forester, que custa ao redor de R$ 100 mil, ou o SUV de nome XV, que sai ao redor de R$ 80 mil. Muito caros por causa dos impostos sobre importados. 

Foto 8 – Estande da Fiat – picape Fiat Toro 2017


Foto 9 – Estande da Subaru – Subaru Forester 2017

Foto 10 – Estande da Subaru – Subaru XV 2017 (cor laranja

Aí fui ao estande da chinesa Chery e conferi o que eles preparam para 17. Lançarão o novo SUV Tiggo, que será fabricado no Brasil, na unidade de Jacareí (SP) da montadora. O Tiggo 2, me disseram, custará a partir de R$ 55 mil. Melhorou. 

A transmissão no início será só manual e o motor é o 1.5 de 16V usado no Celer, com 108 cavalos de potência e boa parte do torque de 14 quilos disponível já em baixas rotações, aos 3.000 rpm. 

Aí fui ao estande da chinesa Chery e conferi o que eles preparam para 17. Lançarão o novo SUV Tiggo, que será fabricado no Brasil, na unidade da montadora, de Jacareí (SP). O Tiggo 2, me disseram, custará a partir de R$ 55 mil. Melhorou. 

Foto 11 – Estande da Mitsubishi – Mitsubishi Lancer 2017

Aí fui à Mitsubishi. Eles exibiram as novas versões do SUV Pajero, da picape L 200 e do sedã Lancer. Deduzi que o Lancer é um bom carro. Com o motor 2.0 de 16 válvulas e 160 cavalos, o Lancer é montado no Brasil – em uma fábrica da marca em Goiás e custa a partir de R$ 69 mil com o câmbio manual. Com transmissão automática de seis marchas, o preço parte de R$ 75 mil. 

Mesmo no mercado há mais de seis anos, o Lancer me empolga pelo design e pela motorização. Do utilitário Pajero, repaginado, a Mitsubishi venderá na linha 2017 quatro versões – Full, Full 3D, HPE e Outdoor. Na Full e na Full 3D, o consumidor escolhe entre levar um utilitário com motor a diesel – um 3.2 L com 200 cavalos – ou motor a gasolina – um 3.8 L, V-6, com 24 válvulas e 250 cavalos. 

Na versão HPE, o consumidor pode escolher entre o motor diesel DH, com 180 cavalos, ou um flex (gasolina e etanol) 3.5 L. De arquitetura V-6, este motor entrega 205 cavalos, segundo informações da Mitsubishi. A versão mais simples da nova Pajero é a Outdoor. Conta com o motor diesel DH. O tanque de combustível tem capacidade de 90 litros, o que garante grande autonomia em viagens.

Foto 12 – Estande da Chery – Chery Tiggo 2 – 2017

Aí fui ao estande da chinesa Chery e conferi o que eles preparam para 17. Lançarão o novo SUV Tiggo, que será fabricado no Brasil, na unidade da montadora, de Jacareí (SP). O Tiggo 2, me disseram, custará a partir de R$ 55 mil. Melhorou. 

A transmissão no início será só manual e o motor é o 1.5 de 16V usado no Celer, com 108 cavalos de potência e boa parte do torque de 14 quilos disponível já em baixas rotações, aos 3.000 rpm.

Também fabricarão no Brasil um sedã de nome Arrizo, que deverá custar ao redor de R$ 70 mil.


Na Renault, mostraram um carro-conceito do SUV Duster que realmente me agradou. Com motor 1.6 de 16V e bastante alto, de suspensão reforçada, o Duster é bom para rodar nas nossas avenidas esburacadas de São Paulo. Os preços partem de R$ 58 mil.

Foto 14 – Estande da Porsche – Porsche 911, modelo 2017

Dicas de preços 
e como ir ao Salão

Atenção para os preços do ingresso do Salão do Automóvel 2016. O evento vai até domingo, 20, no Expo São Paulo, com entrada inteira entre R$ 70 e R$ 95 – depende do dia. Estudantes pagam meia-entrada. 

Foto 15 – Estande da BMW – BMW alemão Série 7, ano 2017



Para quem for de carro, o estacionamento custa R$ 40. Uma opção mais barata é ir de metrô até a estação Jabaquara (linha 1 – Azul). 

A partir do Jabaquara, ônibus levam gratuitamente os visitantes ao salão. É muito perto, um passeio que seria de 10 minutos se o trânsito não ficasse congestionado nas imediações do Expo São Paulo. Quem for de carro, contudo, também pode pegar congestionamento na Rodovia dos Imigrantes. O evento abre às 13h e vai até às 22h.





*André Lachini – É jornalista freelancer em São Paulo. Já cobriu indústria automotiva para o jornal Gazeta Mercantil Latino-Americana entre 1997 e 2000 e varejo automotivo para o jornal DCI entre 2003 e 2006.

Comentários