Menu

quinta, 19 de julho de 2018

Fibra óptica: a melhor tecnologia para transmissão de dados


Mas o que é 
a fibra óptica?




Antigamente, quando faltava água ou luz, algumas das nossas tarefas diárias eram afetadas. 

Hoje, se falta ou falha a internet, afeta tudo, pois tudo foi parar na grande rede mundial de computadores, incluindo serviços de transporte, comunicação, entretenimento, alimentação e até relacionamento. 

Além disso, os dispositivos que demandam conexão, como tablets, smartphones e smart TVs, multiplicaram-se e tendem a se tornar ainda mais diversificados. Geladeiras e os fogões inteligentes em breve estarão no mercado em larga escala e mais acessíveis financeiramente.

Diante desse cenário, Pedro Angones (foto), diretor Técnico da Loga Internet, alerta que a preparação para esse futuro próximo passa por dispor de uma internet que suporte essa demanda crescente de uso.

–  “O consumo de informações precisará cada vez mais de transmissões eficientes e sem interferências e a banda larga tradicional não atende a essa demanda. A solução está na internet ultrarrápida, com transmissão por fibra óptica”, salienta.

Mas o que é a fibra óptica?
A fibra óptica é atualmente a melhor tecnologia para transmissão de dados em todo o mundo. Constituída de filamentos de vidro ou polímeros, ela processa informações na velocidade da luz, convertendo energia luminosa em energia elétrica ou sonora. O resultado disso é a geração de dados em grande volume, com altas velocidades de transmissão de imagens, dados e voz com estabilidade, grande disponibilidade, confiabilidade e sem interferências.

Os materiais que compõem as fibras ópticas possuem características dielétricas, ou seja, imunes a qualquer interferência eletromagnética. Logo, por mais “ruidoso” que seja o ambiente de instalação, o tráfego de sinais é garantido. Como o material que envolve a fibra óptica proporciona isolamento elétrico ao próprio cabo, não existe necessidade de aterramento. Além disso, como não há condução de corrente em um cabo óptico, problemas como curto-circuito, faiscamento e choques elétricos não acontecem.

Uso ainda é restrito
Inicialmente, as fibras ópticas foram utilizadas apenas na interligação de linhas-tronco que exigem uma grande capacidade de tráfego. 
Contudo, com a redução de custo dos sistemas ópticos, o uso das fibras foi se estendendo em outras áreas da telefonia, como a interligação de centrais telefônicas interurbanas, internacionais e intercontinentais. 

Depois disso foi a vez do ambiente de redes de comunicação demonstrarem aceitação no uso da fibra óptica. A tendência agora é a unificação de todas as mídias funcionarem sobre as estruturas montadas de fibra óptica.

Segundo dados da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), até 2016 a infraestrutura de fibra óptica do Brasil já cobria 54% dos municípios brasileiros. as apenas 5% dos usuários de internet no país utilizam essa tecnologia em sua casa.

Diferença da internet tradicional
Na comparação, a internet tradicional se difere da internet ultrarrápida por utilizar a fibra óptica somente até determinado ponto da rede. 
Depois, o cabeamento é feito por meio de cabos de cobre até a casa do usuário, de onde geralmente se originam as interferências de entrega do serviço. 
Com a Loga Internet, o cabo de fibra óptica chega até o modem da casa do cliente, por isso a indisponibilidade ou instabilidade do serviço é mínima.

Com Andréa Moreira 

Comentários

Fibra óptica: a melhor tecnologia para transmissão de dados


Mas o que é 
a fibra óptica?




Antigamente, quando faltava água ou luz, algumas das nossas tarefas diárias eram afetadas. 

Hoje, se falta ou falha a internet, afeta tudo, pois tudo foi parar na grande rede mundial de computadores, incluindo serviços de transporte, comunicação, entretenimento, alimentação e até relacionamento. 

Além disso, os dispositivos que demandam conexão, como tablets, smartphones e smart TVs, multiplicaram-se e tendem a se tornar ainda mais diversificados. Geladeiras e os fogões inteligentes em breve estarão no mercado em larga escala e mais acessíveis financeiramente.

Diante desse cenário, Pedro Angones (foto), diretor Técnico da Loga Internet, alerta que a preparação para esse futuro próximo passa por dispor de uma internet que suporte essa demanda crescente de uso.

–  “O consumo de informações precisará cada vez mais de transmissões eficientes e sem interferências e a banda larga tradicional não atende a essa demanda. A solução está na internet ultrarrápida, com transmissão por fibra óptica”, salienta.

Mas o que é a fibra óptica?
A fibra óptica é atualmente a melhor tecnologia para transmissão de dados em todo o mundo. Constituída de filamentos de vidro ou polímeros, ela processa informações na velocidade da luz, convertendo energia luminosa em energia elétrica ou sonora. O resultado disso é a geração de dados em grande volume, com altas velocidades de transmissão de imagens, dados e voz com estabilidade, grande disponibilidade, confiabilidade e sem interferências.

Os materiais que compõem as fibras ópticas possuem características dielétricas, ou seja, imunes a qualquer interferência eletromagnética. Logo, por mais “ruidoso” que seja o ambiente de instalação, o tráfego de sinais é garantido. Como o material que envolve a fibra óptica proporciona isolamento elétrico ao próprio cabo, não existe necessidade de aterramento. Além disso, como não há condução de corrente em um cabo óptico, problemas como curto-circuito, faiscamento e choques elétricos não acontecem.

Uso ainda é restrito
Inicialmente, as fibras ópticas foram utilizadas apenas na interligação de linhas-tronco que exigem uma grande capacidade de tráfego. 
Contudo, com a redução de custo dos sistemas ópticos, o uso das fibras foi se estendendo em outras áreas da telefonia, como a interligação de centrais telefônicas interurbanas, internacionais e intercontinentais. 

Depois disso foi a vez do ambiente de redes de comunicação demonstrarem aceitação no uso da fibra óptica. A tendência agora é a unificação de todas as mídias funcionarem sobre as estruturas montadas de fibra óptica.

Segundo dados da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), até 2016 a infraestrutura de fibra óptica do Brasil já cobria 54% dos municípios brasileiros. as apenas 5% dos usuários de internet no país utilizam essa tecnologia em sua casa.

Diferença da internet tradicional
Na comparação, a internet tradicional se difere da internet ultrarrápida por utilizar a fibra óptica somente até determinado ponto da rede. 
Depois, o cabeamento é feito por meio de cabos de cobre até a casa do usuário, de onde geralmente se originam as interferências de entrega do serviço. 
Com a Loga Internet, o cabo de fibra óptica chega até o modem da casa do cliente, por isso a indisponibilidade ou instabilidade do serviço é mínima.

Com Andréa Moreira 

Comentários