Menu

quinta, 24 de setembro de 2020

Internet ultrarrápida no Challenge of the Gods, que espera reunir 12 mil fans de jogos on line

1 Gigabit por segundo (Gb/s) é a velocidade que os participantes do Challenge of the Gods terão à disposição para suas partidas.

Cerca de 12 mil aficionados por jogos on-line de várias partes do Brasil, incluindo integrantes de grandes equipes de e-sports do país e personalidades do universo gamer nacional, estarão reunidos neste final de semana, de 24 a 26 de novembro, em Vitória para o Challenge of the Gods, o maior evento do segmento no Espírito Santo.

O encontro acontecerá no Ginásio do Tancredão e contará com a chamada internet ultrarrápida, que disponibilizará 1 Gigabit por segundo (Gb/s) de velocidade para os participantes realizarem as suas partidas e sem limite de tráfego.

A fibra óptica é atualmente a melhor tecnologia para transmissão de dados em todo o mundo. Constituída de filamentos de vidro ou polímeros, ela processa informações na velocidade da luz, convertendo energia luminosa em energia elétrica ou sonora. O resultado disso é a geração de dados em grande volume, com altas velocidades de transmissão de imagens, dados e voz com estabilidade, grande disponibilidade, confiabilidade e sem interferências.

De acordo com Pedro Angones (foto), diretor Técnico da Loga Internet, empresa capixaba responsável pela estrutura de internet do evento, a capacidade de atendimento disponibilizada permitirá transmissões rápidas e sem interferências e indisponibilidade.

– “Serão duas abordagens de fibra óptica através de rotas diferentes. A primeira terá 20 quilômetros de cabos até o ginásio e a segunda cinco, seguindo uma estrutura lógica de atendimento provisionada com protocolos avançados. O objetivo da redundância, mesmo utilizando a melhor tecnologia para a transmissão de dados, é garantir que o evento não tenha nenhuma interrupção, conforme este público necessita”, explica.

Os materiais que compõem as fibras ópticas possuem características dielétricas, ou seja, imunes a qualquer interferência eletromagnética. Logo, por mais “ruidoso” que seja o ambiente de instalação, o tráfego de sinais é garantido. Como o material que envolve a fibra óptica proporciona isolamento elétrico ao próprio cabo, não existe necessidade de aterramento. Além disso, como não há condução de corrente em um cabo óptico, problemas como curto-circuito, faiscamento e choques elétricos não acontecem.
Uso ainda é restrito
Inicialmente, as fibras ópticas foram utilizadas apenas na interligação de linhas-tronco que exigem uma grande capacidade de tráfego. Contudo, com a redução de custo dos sistemas ópticos, o uso das fibras foi se estendendo em outras áreas da telefonia, como a interligação de centrais telefônicas interurbanas, internacionais e intercontinentais. Depois disso foi a vez do ambiente de redes de comunicação demonstrarem aceitação no uso da fibra óptica. A tendência agora é a unificação de todas as mídias funcionarem sobre as estruturas montadas de fibra óptica.

Segundo dados da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), até 2016 a infraestrutura de fibra óptica do Brasil já cobria 54% dos municípios brasileiros, mas apenas 5% dos usuários de internet no país utilizam essa tecnologia até a casa do usuário.

Diferença da internet tradicional
Na comparação, a internet tradicional se difere da internet ultrarrápida por utilizar a fibra óptica somente até determinado ponto da rede. Depois, o cabeamento é feito por meio de cabos de cobre até a casa do usuário, de onde geralmente se originam as interferências de entrega do serviço. Com a Loga Internet, o cabo de fibra óptica chega até o modem da casa do cliente, por isso a indisponibilidade ou instabilidade do serviço é mínima.

Serviço:
Challenge of the Gods
Data: 24 a 26 de novembro (sexta a domingo)
Horário: das 9 às 22 horas
Ginásio Tancredão, Centro de Vitória, R. Rosilda Falcão dos Anjos – Mário Cypreste, Vitória – ES
Ingressos: www.dxcma.com.br

Andréa Moreira – (27) 9 9838-0926

Comentários