Menu

quinta, 19 de julho de 2018

José Domingos Fabris recebe segunda (11) título de Professor Emérito da UFMG

Pitaco do Oleari:

 

Tenho muito apreço pela família Fabris, da qual conheço uns poucos membros.

Tudo começou com um  certo Valério Fabris ainda no século passado, niquiqui tive a sorte de encontrá-lo na Eldorado Publidade.

Sempre muito afetivo, apreciava nele a inteligência, o conhecimento, ainda jovem, e as ideia pro prafrentemente, e matutei: com esse mininu os mais véi vão aprender um tanto – eu no meio, sem qualquer dúvida de sombra.

Com grande satisfação, recebo este bilhetimeil – ou ou messenger, ou in box, um desses mil trem infernéticos oferecideos pela mudernidadi – e ofereço às nossas plateias.

É mais um Fabris quitá contribuindo pro planetinha ser menos pior (Oleari).

Diz nosso querido Valério:

– “O irmão José Domingos Fabris recebe, nesta segunda (11), o título de Professor Emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A honraria é concedida pelo Conselho Universitário a professores que tenham contribuído, de modo notável, pelo progresso da UFMG.

A solenidade, presidida pelo reitor Jaime Arturo Ramírez, será realizada às 18 horas, no auditório do Instituto de Ciências Exata, no campus da Pampulha.

Ele é graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa, onde foi professor e chefe do Departamento de Química. Pós-doutorado no Centro de Estudos Nucleares, em Grenoble, na França, e no Birbeck College, em Londres.

Foi pesquisador na Embrapa, em Sete Lagoas (MG), e na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

Atualmente, é professor visitante da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), em Diamantina.

Os mestres do Grupo Escolar Bernardino Monteiro e do Liceu, de Cachoeiro de Itapemirim (ES), deram-lhe a régua e o compasso, o lastro.

Em toda a sua trajetória de pesquisador, teve e tem como guia-mor o professor e cientista José Israel Vargas.

 

Valério Fabris

é jornalista,

é pensador

Comentários