Menu

domingo, 20 de maio de 2018

Aqui Rubens Pontes apresenta Tião Martins: Viver não é assim tão perigoso

Tião Martins, de Belo Horizonte/MG

Ilustração de Antonio Máximo – “fotogarfada” na inferneti.

 

Creio no amor, nas eventuais dificuldades que ele enfrenta e na reconciliação, em caso de eventual estranhamento. E uma coisa é certa: não sei fingir, enganar ou mentir.

Se tentasse, seria o maior fracasso.

Algumas pessoas já disseram que não me abro facilmente para as outras e ainda instalo barreiras pelo caminho. Uma coisa é verdade: não tolero os engraçadinhos, as mentirosas, os falsos comediantes e os bobos que se julgam mestres da esperteza.

Perguntaram um dia se fui traído por alguém e, em consequência, perdi a confiança em todas as pessoas. Respondo que não. Nada disso aconteceu…

Talvez eu tenha dificuldade de me abrir com a grande maioria das pessoas, mas algumas delas são minhas amigas há décadas. E nenhum de nós jamais reclamou.

Posso não expressar facilmente o que sinto, mas nunca traí as amigas e os amigos. E, no meu coração, sempre houve um espaço reservado para as pessoas leais, sinceras e inteligentes. Outras e outros que procurem o território deles.

Malandros e malandras que busquem suas vítimas.

Comigo não, violão…

Tião Martins

é jornalista

 

Comentários