Menu

segunda, 10 de dezembro de 2018

Sessão Abobrinha: A velhinha no supermercado / Diagonal

Diagonal, coluna do Oleari

 

Uma velhinha foi ao supermercado e colocou seis latas da ração para gato mais cara no carrinho.

A moça do caixa disse:

– “Sinto muito, mas nós não podemos lhe vender a ração de gatos sem provas de que a senhora realmente tem gatos. São medidas de segurança para idosos adotadas pelo nosso supermercado”.

A velhinha foi para casa, pegou o gato e o levou ao supermercado, e eles então venderam a ração.

No dia seguinte, a velhinha foi ao supermercado novamente e comprou três pacotes dos mais caros biscoitos para cachorro.

A caixa, novamente, pediu provas de que ela tinha um cachorro, explicando que, para idosos, eles precisavam de provas para vender esse tipo de produto.

Frustrada, ela foi para casa e voltou com seu cachorro, e pôde levar os biscoitos.

No outro dia, a velhinha voltou ao mesmo mercado trazendo uma caixa com um buraco na tampa e pediu para a moça colocar o dedo no buraco.

A moça do caixa disse:

  • – “Eu não! Pode ter uma cobra aí dentro!”

A velhinha lhe assegurou que não tinha cobra de estimação, e que não havia nada na caixa que pudesse mordê-la.

Então a moça do caixa enfiou o dedo no buraco e, ao tirar, estava sujo e malcheiroso. Ela disse:

– “Ei! Mas isso aqui são fezes!”

A velhinha então abriu um sorriso de uma orelha a outra e disse:

– “É isso mesmo! Agora, minha querida, eu posso comprar seis rolos de papel higiênico?”

Comentários