Menu

quinta, 18 de outubro de 2018

Aqui Rubens Pontes: Meu Poema de sábado – Onde a mente é livre de medo, de RabindranathTagore

– “Nesse paraíso de liberdade, Pai, permita que meu país desperte”, diz o poeta.

 

“Onde a mente é livre de medo” é poema de um polimata bengali

que pode até servir de inspiração para vivenciar o momento político que estamos atravessando.

Vale a leitura e vale sobre a mensagem nele contida exercitar uma reflexão madura sobre

nossa própria postura para formatação do nosso futuro.

Podemos até inferir que, via premonição, para o eleitor brasileiro foi escrito, contendo um apelo para uma postura

liberta de amarras no dia 7 de outubro.

O autor do poema nasceu em 1861 e é apontado ainda hoje como um dos maiores

sábios da Índia de todos os tempos.

Rabindranath Tagore, até 1913 único escritor fora da Europa a receber o Prêmio Nobel de Literatura,

foi compositor, escritor, pintor, além de mestre espiritual, reformador social, importante polemista, intransigente

defensor da educação como base de toda a sociedade.

Sua obra inclui composições líricas, romances, contos, ensaios, obras dramáticas e biografias.

Tagore com Mahatma Ghandi em 1940.

A ele foi atribuído o título de Cavaleiro do Império Britânico, honraria raríssimas vezes

atribuída a personalidades de outras nações.

O Portal Don Oleari, a Rádio Clube da Boa Música e a coluna sugerem a leitura,

neste final de semana, do poema “Onde a mente é livre de medo”, de um autêntico guru indiano, falecido em 1941.

Rubens Pontes
Capim Branco, MG

Onde a mente é livre de medo

RabindranathTagore

Onde a mente é sem medo e a cabeça vive erguida
Onde o conhecimento é livre
Onde o mundo não foi dividido em fragmentos por estreitas paredes domésticas
Onde as palavras nascem das profundezas da verdade
Onde o esforço incansável estende os braços em direção à perfeição
Onde o riacho translúcido da razão não perdeu o rumo enveredando pelas áridas areias desertas do hábito entorpecente
Onde a mente é conduzida para diante por Ti, em direção ao pensamento e à ação cada vez mais amplos
Nesse paraíso de liberdade, Pai, permita que meu país desperte.

Rubens Pontes é

jornalista, escritor,

poeta – Passos, saltos & queda – livro de Rubens Pontes no linki abaixo: https://rubenspontes.com.br

 

Comentários