Menu

tera, 18 de dezembro de 2018

Em nova exposição Wagner Veiga resgata traços da arquitetura poética do Centro de Vitória

 

Um passeio turístico pela arquitetura do Centro Histórico de Vitória/ES a partir dos bicos de pena de Wagner Veiga.

 

 

O artista plástico vê além das estruturas da verticalização urbana e transporta para um estágio mais profundo de consciência da cidade.

É o que mostra a exposição Arquitetura Afetiva.

Os desenhos do Centro antigo são mais que um processo de resgate e resistência e são, sobretudo, uma escolha estética que transborda poesia.

A foto é um mimo da filha Carol Veiga, registrando um bom momento.

O registro das fachadas de igrejas e antigos casarios, a riqueza de suas composições e desenhos são mais que a mera representação da arquitetura em si, eles filtram os elementos da história e da memória para alimentar a nova arquitetura a partir do olhar peculiar do artista.

Em sua representação, o desenho não é uma mera cópia do real ou uma reprodução mecânica do original.

Wagner busca uma interpretação elaborando correspondências, poesia e atribuindo novas configurações ao original. Ver, sentir e ir além.

Arquitetura Afetiva – Wagner Veiga
Local: Arquivo Público do Estado do Espírito Santo.
Endereço: Rua Sete de Setembro, 414. Centro, Vitória/ES
Abertura: 27/11 (terça-feira), às 19 horas.
Período: 27 de novembro a 28 de dezembro
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30.
Entrada gratuita.
Classificação indicativa: Livre.
27 – 3636.6100

Comentários