Menu

quinta, 21 de fevereiro de 2019

Aqui Rubens Pontes: Meu poema de sábado – Amor, de Paulina Chiziani, poeta de Moçambique

Esteve recentemente em Belo Horizonte a escritora moçambicana Paulina Chiziani (foto),

autora do imperdível livro “O Alegre Canto da Perdiz”.

Antes dela, outro nome famoso no elenco de intelectuais africanos, Ungulani Ba Ka Khosa,

apontado pela crítica mundial como escritor de primeira linha, visitou o Brasil para lançamento de seu livro

“Gungunhama Ualapi e as Mulheres do Imperador” ( Editora Kapulana”.)

Outro nome que nos ocorre, no elenco de grandes escritores africanos, também de Moçambique,

é o de Dércia Sara Feliciana (à direita), autora dos elogiados romances “Marasmo” e “Fórmula da Morte”, evidenciando o fato de que

escritores africanos ganham cada vez mais espaço nos meios dos autores mais destacados fora da África, curiosamente mais

lidos em outros Continentes do que no seu Pais natal.

A Coluna deste sábado, diante de justificável indecisão proposta para escolha, se valeu de uma troca virtual de opiniões,

com seus companheiros da Sociedade dos Poetas Vivos e da Radio Clube da Boa Música, capitaneada pela direção do Portal Don Oleari e, finalmente e por unanimidade, a escolha recaiu sobre um poema de

Paulina Chiziani: “Amor”, uma tocante balada que fala de um sentimento presente no coração das mulheres de todo o mundo,

particularmente das mulheres de seu País.

Rubens Pontes
Capim Branco, MG, voltado neste sábado para as sofridas e heroicas mulheres de Moçambique.

Amor

Paulina Chiziani

“Amor. Tão pequena, esta palavra. Palavra bela, preciosa.Sentimento forte e inacessível. Quatro letras apenas, gerando todos os sentimentos do mundo. As mulheres falam de amor. Os homens falam de amor.Amor que vai, amor que vem, que foge, que se esconde, que se procura, que se encontra, que se preza, que se despreza, que causa ódios e acende guerras sem fim. No amor, as mulheres são um exército derrotado, é preciso chorar. Depor as armas e aceitar a solidão. Escrever poemas e cantar ao vento para espantar as mágoas. O amor é fugaz como a gota de água na palma da mão.”” Amor. Tão pequena, esta palavra. Palavra bela, preciosa.Sentimento forte e inacessível. Quatro letras apenas, gerando todos os sentimentos do mundo. As mulheres falam de amor. Os homens falam de amor.Amor que vai, amor que vem, que foge, que se esconde, que se procura, que se encontra, que se preza, que se despreza, que causa ódios e acende guerras sem fim. No amor, as mulheres são um exército derrotado, é preciso chorar. Depor as armas e aceitar a solidão. Escrever poemas e cantar ao vento para espantar as mágoas. O amor é fugaz como a gota de água na palma da mão.”” Amor. Tão pequena, esta palavra. Palavra bela, preciosa.Sentimento forte e inacessível. Quatro letras apenas, gerando todos os sentimentos do mundo. As mulheres falam de amor. Os homens falam de amor.Amor que vai, amor que vem, que foge, que se esconde, que se procura, que se encontra, que se preza, que se despreza, que causa ódios e acende guerras sem fim. No amor, as mulheres são um exército derrotado, é preciso chorar. Depor as armas e aceitar a solidão.Escrever poemas e cantar ao vento para espantar as mágoas. O amor é fugaz como a gota de água na palma da mão.”

Quem é quem

Paulina Chiziane, 62 anos de idade, natural de Manjacaze, província de Gaza, estreou em 1990 com a obra “Balada de Amor ao Vento”.

Livros “Ventos do Apocalipse”, “O Sétimo Juramento”, “Niketche”, “O Alegre Canto da Perdiz”, “Na Mão de Deus”, “As Andorinhas”, “Quero Ser Alguém”, “As Heroínas Sem Nome”, “Ocupali”, “Por Quem Vibram os Tambores do Além”, “NgomaYethu”, para além de “O Canto dos Escravos”.

Prémio Literário José Craveirinha (pela obra Niketche), o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (pelo governo português), Ordem do Cruzeiro do Sul (pelo governo brasileiro), entre outras.

Rubens Pontes, jornalista,

escritor – – Passos, saltos & queda – Linki pra ler Passos, Saltos & Quedas, de Rubens Pontes.
http://online.anyflip.com/mitk/xjqj/mobile/index.html?fbclid=IwAR39mt-wlzHGKBAeTSG7cZOD4etEr38ocVyHkE-rPKkwvhpfI8qfvf7khLE#p=10

Comentários