Menu

segunda, 16 de dezembro de 2019

Aqui Rubens Pontes: Meu poema de sábado – De tudo, ficaram três coisas, de Fernando Sabino

O IBGE constatou que 44 por cento da população brasileira não têm o hábito de lere 30 por cento nunca compraram um livro.

 

 

O Brasil é um país doente, mostra-nos levantamento da Organização Mundial de
Saúde:

– Há, no País, 87 mil 794 farmácias privadas, 11 mil 251 farmácias públicas e 6
mil 934 farmácias hospitalares, uma farmácia para cada grupo de 2 mil brasileiros.

A recomendação dos organismos internacionais que estudam o assunto é de uma farmácia para cada grupo de 8 mil pessoas.

Por outro lado, talvez até também por isso, o Brasil é um país de iletrados.

Há no País apenas 6 mil 148 mil bibliotecas cadastradas no Sistema Nacional de
Bibliotecas do Ministério da Cultura: – uma para cada grupo de 33 mil pessoas.

O IBGE constatou que 44 por cento da população brasileira não têm o hábito de ler e 30 por cento nunca compraram um livro.

Rubem Braga (de Cachoeiro de Itapemirim/ES) e Vinícius de Moraes, sentados; em pé, esquerda pra direita, Paulo Mendes Campos e Sergio Porto; sentados no banco, à frente de Sergio Porto, José Carlos de Oliveira (de Vitória/ES) e Fernando Sabino.

Números que dão extraordinária dimensão a uma iniciativa de idealistas mineiros, anualmente realizada em Belo Horizonte,o “Livro de Graça na Praça”, coordenado pelo escritor José Mauro da Costa com a participação de um grupo de pessoas que acreditam ser a boa leitura o melhor “remédio” para fechar farmácias.

Este ano o encontro se realizou na praça principal do bairro de Santa Tereza (onde faz morada o Clube da Esquina), ao ar livre, sob as frondosas árvores que enfeitam o local.

Distribuídos de graça, autografados pelos próprios autores que participaram do encontro, os exemplares da bela edição repetiram natural sucesso e admiração para os que, até então céticos, passaram a entender o sentido da proposta e se renderam a ela.

Estive presente ao encontro, chamado pela escritora participante Leila Lusmar (o
Portal já publicou um poema dela. Veja aí:

Aqui Rubens Pontes: meu poema de sábado – A Vida Escondida, Leida Lusmar – http://www.donoleari.com.br/2017/06/10/aqui-rubens-pontes-meu-poema-de-sabado-a-vida-escondida-leida-lusmar/

E me comovi ao abraçar um filho de Fernando Sabino (o nosso Rubem Braga),
amigo e colega de faculdade, e o neto de João Camilo de Oliveira Torres, nos velhos tempos meu companheiro de redação no jornal “Folha e Minas”, entre
muitos ali presentes.

Paralelamente, tomei conhecimento do” Instituto Fernando Sabino”, um dos
apoiadores institucionais do Livro de Graça na Praça, este ano “Seleção na Praça”, com trabalhos de 27 autores.

A coluna e o Portal Don Oleari prestam sua homenagem aos responsáveis pela
iniciativa, aos autores nela presentes, publicando um poema do maior cronista mineiro, Fernando Sabino, que nos deixou em 2004 para formar uma nova constelação no céu.

Rubens Pontes
Capim Branco, MG.

Jornalista

DE TUDO FICARAM TRÊS COISAS

Fernando Sabino

De tudo ficaram três coisas

A certeza de que estamos começando

A certeza de que é preciso continuar…

A certeza de que podemos ser interrompidos

antes de terminar.

Façamos da interrupção um caminho novo…

Da queda, um passo de dança…

Do medo, uma escada…

Do sonho uma ponte…

Da procura, um encontro!

– Passos, saltos & queda – Linki pra ler Passos, Saltos & Quedas, de Rubens Pontes.
http://online.anyflip.com/mitk/xjqj/mobile/index.html?fbclid=IwAR39mt-wlzHGKBAeTSG7cZOD4etEr38ocVyHkE-rPKkwvhpfI8qfvf7khLE#p=10

Comentários