Menu

sexta, 15 de novembro de 2019

Aqui Rubens Pontes: Meu poema de sábado – ROSA DE HIROSHIMA, de Vinicius de Moraes.

Ao final, a coluna exibe Ney Matogrosso cantando os versos do Poetinha.

 

O controvertido presidente dos Estados Unidos tem ameaçado com guerra países árabes que se opõem à política externa norte-americana.

O Irã é um deles, empenhado em expandir sua indústria nuclear, iniciativa que poderá até provocar um conflito de consequências inimagináveis.

Vale recordar que a primeira guerra mundial, deflagrada em 28 de julho de 1914, em que a baioneta calada era a arma mais usada, e os combates corpo a corpo, morreram 8 milhões de soldados e 6,5 milhões de civis.

A segunda grande guerra, entre 1 de setembro de 1939 e 2 de setembro de 1945, com armamento mais sofisticado, causou a morte de mais de 60 milhões pessoas, 27 milhões só na União Soviética.

Os danos materiais ascenderam a quase 200 bilhões de dólares.

A bomba atômica, arma até então desconhecida, lançada sobre Hiroshima – Nagasaki – determinou a morte imediata de 90 mil habitantes da cidade japonesa.

O que ocorrerá com a eclosão de uma terceira guerra, com a utilização desse novo tipo de ama letal, que pode explodir como consequência das bravatas de Donald Trump?

Cinco países possuem armas nucleares: Estados Unidos, Russia, Reino Unido, França e China.

O que se sabe, ou se presume saber.

E vale até lembrar que o programa nuclear do Irã teve inicio em 1950. O plutônio para enriquecimento nas suas usinas foi fornecido pelo presidente Gerald Ford, dos Estados Unidos.

E a partir daí pouco se sabe.

Deus, só mesmo Ele, poderá dar lucidez aos donos do Poder para evitar o colapso total de Sua obra que é o mundo em que vivemos.

O poema escolhido para este sábado tem a ver com tudo isso e o Portal Don Oleari aplaudiu a escolha: ROSA DE HIROSHIMA, de Vinicius de Moraes.

Rubens Pontes
Capim Branco, MG –

– Passos, saltos & queda – Linki pra ler Passos, Saltos & Quedas, de Rubens Pontes.
http://online.anyflip.com/mitk/xjqj/mobile/index.html?fbclid=IwAR39mt-wlzHGKBAeTSG7cZOD4etEr38ocVyHkE-rPKkwvhpfI8qfvf7khLE#p=10

Rosa de Hiroshima
Vinicius de Moraes

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa, sem nada

Comentários