Menu

sbado, 06 de junho de 2020

Don Oleari / Eleições Crea-ES (5) – Enio Bergoli: – “Estamos trabalhando pela convergência”

 

Don Oleari – Eleições Crea-ES (5)

 

O candidato a presidente do Crea-ES agrônomo Enio Bergoli (à direita) disse a este repórter estar trabalhando pela convergência diante do grande número de candidatos.

Ao ser questionado sobre o número de agrônomos candidatos e a constatação de “racha” no eleitorado da categoria, Bergoli disse:

– É muito cedo ainda. É um período muito longo até a eleição. Estamos nos reunindo, os candidatos agrônomos e um engenheiro eletricista, Eduardo Altoé (à esquerda), para trocar ideias e analisar a perspectiva de reduzir o número de candidatos.

Bergoli me informou que na reunião agendada para esta quarta-feira, 11, outro candidato da agronomia estará presente.

– Na reunião de hoje, contaremos também com a presença do candidato Jorge Luis de Souza – Jorge “Boca” (foto à esquerda com Helder Carnieli).

Perguntei se já tem um programa de campanha reunindo suas propostas, ele disse:

– Nem cuidei disso ainda. Acho muito cedo e temos que tentar a convergência. É muito tempo de campanha e são muitos os candidatos neste momento. Mas, veja você: nesta terceira reunião teremos mais um agrônomo na conversação. Vamos tentar. Se não chegarmos a uma conclusão, cada um vai cuidar da sua campanha.

“Piotaco” de Don Oleari

Um agrônomo experiente, já aposentado, véi amigo deste repórter desde os bons tempos do bótimo programa Jornal Agropecuário na Rádio Espírito Santo – 1981 – 1990 – com quem tenho conversado sobre o quadro atual das eleições do Crea-ES, avalia:

  • “Com quatro candidatos da Agronomia mais três de outras engenharias, é complicado”.

Ele argumenta que com um colégio eleitoral estimado em cerca de 19 mil eleitores em que apenas cerca de 10 % votam, isto é, cerca de 1900 eleitores, tem candidatura aí que vai ter votação muito pequena.

Segundo nosso informante  e analista, o que se tem até aqui são meras candidaturas.

– “Ninguém disse a que veio, não tem propostas, nada. Temo que o Crea-ES acabe caindo nos velhos discursos e que ninguém apresente algo de novo, renovador. O Crea-ES precisa abandonar o ranço de feudo de grupos de  engenharias e tornar-se uma entidade de todas as engenharias”, concluiu (Oswaldo Oleari Oleare).

Oswaldo Oleari Oleare (FB, jornalista, radialista, publicitário

Editor Chefão do Portal Don Oleari

Foto: Daniella Spadeto

@donoleari – tuíter

 

Comentários