Menu

quarta, 27 de janeiro de 2021

15ª Mostra Produção Independente: um panorama de 38 filmes de realizadores do Espírito Santo

Um panorama de 38 filmes de realizadores do Espírito Santo. São obras de diversos gêneros (ficção, animação, documentário, videoarte, videoclipe e experimental) que concorrerão em categorias definidas pela Comissão do Júri da Mostra.

Este ano foram inscritas cerca de 70 produções de diversas regiões do estado e a escolha dos filmes foi feita por uma Comissão de Seleção formada pela roteirista e realizadora audiovisual Maria Clara Escobar e a pesquisadora e produtora audiovisual Suellen Vasconcelos.

A XV Mostra Produção Independente da ABD Capixaba, vai até 13 de dezembro, totalmente online e com exibição na TVE, e traz como tema Cinema Possível. O evento vai contar com uma programação intensa com exibição dos filmes selecionados em competição, mostra paralela, ABD Conversa, cursos, lançamento da Revista Milímetros no. 10 e muito mais.

Uma realização da ABD Capixaba, o evento tem o apoio da TV Educativa do Espírito Santo (TVE) e da Secretaria de estado da Cultura, Governo do Espírito Santo.

Acompanhe as redes sociais da ABD Capixaba:

https://www.facebook.com/abdcapixaba

https://www.instagram.com/abdcapixaba/

produções selecionadas para a Mostra Competitiva da 15ª Mostra Produção Independente – Cinema Possível:

– A história de Petrus, de Luciano Irrthum (Animação,9’,2020)

– Esquerda: A Profundidade da Areia, de Hugo Reis (Ficção,15’,2019)

– A Viagem do Seu Arlindo, de Sheila Altoé (Outros,16’,2018)

– Abrigo, de Rejane Arruda (Ficção,9’,2020)

– Afogado, de Wayner Tristão (Animação,2’,2020)

– Amargo Rio Doce, de Ricardo Sá (Documentário,20’,2019)

– Fantasmas Talvez, de Diego Locatelli e Felipe Amarelo (Videoclipe,4’,2019)

– Ataque Binaural, de Coletiva (Animação,5’,2018)

– Cecrópia com Cercóspora, de Bruno Cabús (Animação,1’,2020)

– Chamada a Cobrar, de Edson Ferreira (Ficção,19’,2020)

– Comando Central, de Antônio Estevão (Ficção,103’,2020)

– Esquerda: Convictas, de Kamila Barbosa Ferreira (Documentário,16’,2019)

– Dia do manguezal, de Os Alunos (Outros,8’,2019)

– Esta noite tem peleja, de Wolmyr Alcantara e Felipe Gaze (Animação,11’,2009)

– Faz vinte anos, de Tati Franklin (Experimental,6’,2020)

– Fotografia das Ruas, de Francielli Noya, Wolmyr Alcantarae e Felipe Gaze (Videoclipe,4’,2019)

– Insurgências, de Produção coletiva do projeto de extensão Circuito Audiovisual (Documentário,27’,2020)

– Intervalo Contínuo, de Bárbara Bragato (Experimental,7’,2019)

– Jardim Secreto, de Shay Peled (Documentário,19’,2019)

– Live, de Adriano Monteiro (Ficção,13’,2020)

– Na Terra dos Papagaios, de Adriana Jacobsen (Experimental,1’,2020)

– Á direita: Nostalgia, de Raphael Araújo (Animação,1’,2020)

– O pássaro sem plumas, de Tatiana Esteves Rabelo (Ficção,15’,2019)

– O Tempo e a Falta, de Claudiana Braga (Documentário,17’,2019)

– Pegasus, de Bresiana Saldanha (Experimental,2’,2019)

– Práticas do Absurdo, de Alexander S. Buck (Experimental,16’,2019)

– Prazer da Solidão, de Francielli Noya e Wolmyr Alcantara (Animação,2’,2020)

– Primórdios, de Wayner Tristão (Experimental,1’,2020)

– Réplica, de Bárbara Cazé (Documentário,2’,2020)

– Rocha Matriz, de Cristal Líquido (Documentário,25’,2020)

– Sempiterna, de Lucas Carvalho (Ficção, 6’,2020)

– Esquerda: Politicagem, de Wayner Tristão (Experimental,1’,2020)

– Superpoderosa Mathilda, de João Giry (Ficção,20’,2018)

– Supremacia da Fumaça, de Marcelo Mendes Gomes (Ficção,10’,2019)

– Três Graças, de Luana Laux (Ficção,19’,2020)

– Um Manoelzinho é bom, 2 é D+. de Manoel Loreno (Comédia,57’,2011)

– Victor, de Wolmyr Alcantara, Felipe Gaze e Darcy Alcantara (Animação,1’,2016)

– When The Lights Hits Her Face, de Carlos Casula (Videoclipe,4’,2020).

Com Lívia Corbellari

Nota do Editor Chefão – A foto de capa nada tem com a mostra. É uma “licensiosidade”: juntei uma imagem do Manguezal lameirão tendo ao fundo o monte Mestre Alvaro.

Comentários