Menu

quarta, 27 de janeiro de 2021

Aqui Alvaro Silva – Cristo de…, Jorge Elias \ Embriague-se, Charles Baudelaire \ Desejos, Carlos Drummond de Andrade

Poema de Jorge Elias Neto – primeiro da esquerda para a direita. Marcos Tavares, + dois, Reinaldo Santos Neves, Pedro Nunes, Fernando Achiame.

Escritor, membro da Academia Espírito-santense de Letras e médico cardiologista nas horas vagas.

Jorge Elias Neto

Embriague-se

Charles Baudelaire

É preciso estar sempre embriagado.
Aí está: eis a única questão.
Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso.

Com quê? Com vinho, poesia ou virtude, a escolher.
Mas embriaguem-se.
E se, porventura, nos degraus de um palácio, sobre a relva verde de um fosso, na solidão morna do quarto, a embriaguez diminuir ou desaparecer
quando você acordar, pergunte ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que flui, a tudo que geme, a tudo que gira, a tudo que canta,
a tudo que fala, pergunte que horas são; e o vento, a vaga, a estrela, o pássaro, o relógio responderão:
É hora de embriagar-se!

Para não serem os escravos martirizados do Tempo, embriaguem-se; embriaguem-se sem descanso.
Com vinho, poesia ou virtude, a escolher

Charles Baudelaire

DESEJOS

Carlos Drummond de Andrade

Para você, desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.

Para você, desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
que sua família esteja mais unida, que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas, mas nada seria suficiente …
Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.

Desejos grandes e que possam te mover a cada minuto, ao rumo da sua felicidade.

Alvaro Silva, jornalista, escritor.

Com Manoel Goes e Getulio Neves.

 

 

Comentários